Blog

7 diferenciais da metodologia de ensino codeBuddy

Postado em 9 de setembro de 2020 - por codeBuddy

A codeBuddy é uma das maiores redes de escolas de tecnologia para crianças e jovens do Brasil. Com uma metodologia de ensino inovadora, levamos a programação, a robótica, o mundo dos games e outros importantes conceitos da atualidade para a sala de aula e para a vida dos nossos alunos.

Temos como objetivo preparar nossos estudantes para os desafios de um futuro bem próximo. Por isso, a partir de um leque de Cursos Rápidos e Regulares, transformamos usuários de tecnologia em criadores de tecnologia.

Mais do que começar a preparar esses jovens para o trabalho do futuro, queremos desenvolver neles habilidades essenciais para viver melhor em uma sociedade altamente conectada. Aqui trabalhamos atenção, criatividade, autonomia, pensamento lógico, responsabilidade, educação financeira, empreendedorismo e outras competências que podem fazer a diferença no seu dia a dia.

Neste artigo, vamos mostrar por que a codeBuddy é um ótimo lugar para crianças e adolescentes aprenderem na prática, de forma lúdica e divertida, a desenvolver coisas que ajudam a transformar o mundo ao seu redor. Conheça alguns projetos incríveis dos nossos alunos e os 7 grandes diferenciais da metodologia codeBuddy.

Criança veste óculos de realidade virtual.

Projeto X: desafios que fazem a diferença para o mundo

Para aplicar na prática os conhecimentos, conceitos e habilidades aprendidos em sala de aula ao longo do semestre, desafiamos nossos alunos a inovarem e criarem soluções pensando no contexto do mundo em que vivemos. Esses projetos são pensados, testados, desenvolvidos e apresentados ao fim do período pelos próprios estudantes, e a isto damos o nome de Projeto X.

Durante a pandemia da COVID-19, nada mais oportuno do que este tema para estimular a criação de projetos úteis para a sociedade neste momento, e o resultado não poderia ser diferente!

De games a aplicativos, sites e até mesmo robôs, nossos alunos deram um show de criatividade e empreendedorismo criando soluções para ajudar na prevenção, informação e combate ao novo coronavírus. Veja abaixo alguns destes jovens e seus incríveis projetos.

Aluno Gabriel Rosa sorri ao lado do robô que criou..

Gabriel Nunes Rosa, de 12 anos

Inspirado na Alexa, assistente virtual da Amazon, Gabriel pensou em algo físico que pudesse ajudar as pessoas nesse momento. Aluno codeBuddy da unidade Itajaí, ele criou o MOBLO, sistema que dá recomendações sobre como se prevenir da COVID-19, e ainda mede a temperatura.

Com elementos simples e muita simpatia, o MOBLO é um ótimo exemplo de como nossos alunos, com a ajuda da tecnologia, transformam simples ideias em projetos fantásticos. Segundo Gabriel, o desafio trouxe entretenimento para o seu cotidiano, além de, claro, muito aprendizado.

Aluno Lucas Ventura mostra o aplicativo para celulares que criou.

Lucas Ventura – 13 anos

Também da unidade Itajaí, o aluno Lucas Ventura teve a ideia de desenvolver um aplicativo. O objetivo do projeto é colher informações a partir de um questionário sobre sintomas apresentados pelo usuários.

De acordo com as respostas, o app é capaz de indicar se pode ser uma gripe comum ou se é necessário procurar um atendimento especial para casos de COVID-19. Além disso, o aplicativo do Lucas traz algumas dicas de como se prevenir e os possíveis tratamentos para a doença. Demais, né?

Aluno Guilherme Negrão sorri ao lado do jogo que criou para computadores.

Guilherme Negrão de Almeida – 13 anos

Ainda em Santa Catarina, da mesma unidade de Itajaí, o Guilherme usou as habilidades dos nossos cursos rápidos e regulares voltados para o mundo dos games e criou um jogo a partir da temática estipulada.

No game, que lembra bastante o mundialmente famoso Super Mario Bros, um herói tem a missão de combater e destruir o vírus da COVID-19. Com diferentes fases e dificuldades, o projeto do Guilherme fez com que um assunto complexo se tornasse mais leve e divertido.

Rafael Sampaio Nadu – 12 anos

Em Belo Horizonte, o Rafael mostrou que a robótica pode ser muito mais legal e simples do que se costuma pensar. Aluno da unidade Sion, ele criou um robô funcional e pra lá de descolado no seu Projeto X.


Além de ajudar as pessoas buscando remédios pela casa, o objetivo do Rafael era promover diversão durante a quarentena. Por isso, com música e dança, o robô se propõe a entreter e alegrar uma rotina sem precedentes.

Cecilia Dantas – 9 anos

Da Cidade Maravilhosa, Cecília Dantas foi ousada e muito criativa no seu Projeto X. Nossa aluna de apenas 9 anos inventou um jogo que funciona por interação em tempo real com a câmera do computador, com comandos feitos por meio do movimento do próprio corpo, sem depender de teclas ou botões.


Cecília incluiu até mesmo efeitos sonoros para deixar o jogo ainda mais legal. Um projeto divertido e ótimo entretenimento para aproveitar o tempo em casa e desenvolver o que foi ensinado em sala de aula.

Ingrid – 17 anos

A jovem construiu um site dedicado a esclarecer as principais dúvidas em relação à COVID-19. Na sua página, ela traz conteúdos informativos sobre cuidados, transmissão e curiosidades sobre o vírus. Para tornar essa experiência mais descontraída, Ingrid incluiu também uma curadoria de memes que surgiram durante a quarentena.

Nossa aluna faz parte do projeto Pé de Biblioteca, um projeto social parceiro da codeBuddy Castelo, em Belo Horizonte, que apoia adolescentes negros de escolas públicas dando bolsas em programação, escolas de inglês e aulas de inserção de mercado.

E aí, curtiu? Aproveite para conhecer outros exemplos de Projetos X relacionados ao combate à COVID-19 criados pelos nossos alunos.

Computador com tela aberta em código

7 aspectos e habilidades importantes da metodologia codeBuddy

Todos os alunos e projetos que citamos aqui têm algo em comum: a metodologia inovadora usada pela codeBuddy para transformar o complexo em simples; o chato em legal; e aplicar conceitos até então intangíveis ao dia a dia da nossa sociedade.

Veja abaixo 7 habilidades e diferenciais importantes da metodologia codeBuddy para o desenvolvimento e aprendizado do seu filho ou filha.

1 – Aqui nós formamos times

Logo que entram na codeBuddy, os alunos ganham vaga em um dos nossos três times (Pollux, Asterion ou Primus) e, assim, começam a fazer parte de uma verdadeira missão. É um processo gamificado, que se aproxima das referências e padrões com que as crianças e jovens de hoje em dia estão acostumados.

Mão segura tablet em frente ao computador.

2 – Impulsionamos nossos alunos a descobrirem novos mundos

Que as tecnologias e gadgets estão à disposição das nossas crianças, não é nenhuma novidade. Mas e se os seus filhos deixassem de ser meros usuários passivos e se tornassem criadores de tecnologias?

Aqui na codeBuddy, transformamos o hábito de estar conectado e integrado com o universo digital em habilidades essenciais para a rotina em sala de aula. Por meio de projetos práticos, lúdicos e reais, nossos alunos aprendem diferentes conceitos de tecnologia e são levados a descobrir novos mundos.

Muda de planta cresce em vaso cheio de moedas.

3 – Recompensamos os bons resultados

As buddyCoins, nossas moedas virtuais, são a forma que a codeBuddy criou para recompensar os alunos quando alcançam bons resultados e concluem tarefas dentro e fora de sala. Quando atingem determinado número de buddyCoins, nossos alunos podem trocá-las por prêmios dentro da plataforma ou até brindes físicos nas unidades.

A ideia é que as crianças e jovens aprendam, de forma divertida, a necessidade de se engajarem na realização de algo para poderem ser recompensados.

Alunos em aula da codeBuddy

4 – Oferecemos um ensino e acompanhamento personalizado

Aqui nossos alunos são acompanhados de perto. Para oferecer um sistema de ensino personalizado, contamos com 1 professor para cada 6 alunos em sala de aula. Dessa maneira, garantimos mais atenção e cuidado para que eles possam aproveitar ao máximo todo o conhecimento que é passado.

Além disso, temos um aplicativo especial para os pais, a fim de que possam acompanhar a evolução dos seus filhos em sala de aula de um jeito mais fácil e objetivo.

5 – Propomos desafios diários e semestrais

Já falamos aqui do Projeto X, que consiste em uma grande tarefa desenvolvida ao longo de um semestre. Nesse processo nossos alunos planejam um tema à sua escolha, desenvolvem um projeto do zero e o apresentam para pais e alunos da mesma unidade.

Além deste que é um projeto que demanda maior tempo e trabalho, nossos alunos desenvolvem, diariamente, pequenos projetos em sala de aula, colocando em prática tudo aquilo que lhes é transmitido.

Quatro amigos sentados lado a lado.

6 – Estimulamos as novas amizades

Nem toda criança tem facilidade para se aproximar e interagir com outras, sejam elas da mesma idade, mais novas ou mais velhas. Aqui na codeBuddy, porém, o seu filho ou filha têm contato com outros jovens com múltiplos interesses em comum, o que por si só já contribui para estimular o trabalho em grupo.

O nosso objetivo é que as amizades sejam construídas da melhor forma: naturalmente.

7 – Desconectamos para reconectar

Prezamos pelo equilíbrio entre a vida virtual e a vida “real”. Por isso, em todas as nossas aulas, os alunos têm momentos exclusivos para se desconectarem da tecnologia. Com essas atividades offline, estimulamos também a interação espontânea entre os jovens e a troca de informações e experiências.

Quer saber mais sobre a nossa metodologia de ensino? Inscreva seu filho ou filha em um dos nossos cursos regulares e veja como a codeBuddy pode ajudá-lo a desenvolver habilidades de grande utilidade para o presente e o futuro.

Desafio Change The World

< Blog >

Outros artigos

Desafio de programação Change The World 2020 convida jovens a mudarem o mundo

O novo QI: inteligência digital na era da internet

Inovação e tecnologia: a história da codeBuddy no cenário brasileiro