Blog

Cultura e tecnologia: entenda essa relação e sua importância para o futuro

Postado em 30 de julho de 2021 - por codeBuddy

Assim como as inovações tecnológicas conseguem moldar a cultura de uma sociedade, o inverso também pode acontecer. Pensando que essa relação entre cultura e tecnologia é uma via de mão dupla, em que ambos se influenciam mutuamente, é importante falarmos sobre as principais mudanças culturais causadas em nossa sociedade pelos avanços tecnológicos.

A expansão do meio digital, a Internet das Coisas (IoT), as inteligências artificiais e os diversos dispositivos tecnológicos que surgiram mudaram a rotina da humanidade, nossos comportamentos, tradições e conhecimentos. Ou seja, a tecnologia influenciou pontos importantes da cultura da nossa sociedade.

Homem fazendo vídeochamada pelo tablet, mostrando como as tecnologias mudaram nossa forma de nos comunicarmos.

 

Como tudo na vida, existe o lado positivo e negativo dessas influências. Contudo, é importante estarmos conscientes e atentos nessas mudanças, para podermos pensar e discutir essa relação entre cultura e tecnologia de forma consciente. Dessa forma, é possível tirar o melhor disso e contornar possíveis problemas.

Essa consciência sobre o uso do meio digital e das tecnologias é o que chamamos de Inteligência Digital, ou seja, a capacidade de você mesmo identificar, saber como gerenciar e conseguir controlar como o uso das tecnologias afetam o seu estado e comportamento. Desenvolver esse QI digital é essencial para gerar um uso saudável, para que a influência mútua entre cultura e tecnologia aconteça de forma consciente.

Pensando nisso, vamos falar sobre 4 situações do dia a dia em que as inovações tecnológicas influenciaram a nossa cultura.

4 comportamentos culturais que mudaram por influência das tecnologias

Arte & Entretenimento

Uma das grandes mudanças culturais causadas pelas tecnologias foi a forma como arte e entretenimento são disseminados e consumidos pela sociedade. 

Até a primeira década dos anos 2000, para você ver um filme, por exemplo, era preciso ir ao cinema, esperar ele passar na televisão ou alugar/comprar o DVD. Hoje em dia, com a internet e as diversas plataformas de streaming, o acesso aos filmes e lançamentos ficou mais rápido e com mais opções.

A música também sentiu o efeito das tecnologias com as plataformas de streaming musical e a larga disseminação de videoclipes através do YouTube, que teve seu primeiro vídeo publicado em 2005 e hoje já é o maior portal de vídeos. Em 2020, devido à pandemia do novo coronavírus, também vimos os shows se transformarem em lives devido às possibilidades do meio digital.

Além desses ramos, a indústria dos games se populariza e cresce cada vez mais como forma de entretenimento em massa devido ao avanço tecnológico que permite colocar games super elaborados nas palmas das mãos através dos smartphones.

Até o teatro, que em sua essência é presencial, usou os recursos tecnológicos disponíveis para continuar existindo e se reinventar durante o isolamento social causado pela pandemia. Um exemplo disso é o grupo de teatro Galpão, de Minas Gerais, que fez uma peça através do aplicativo Telegram. Dá pra acreditar?

Consumo

Há pouco mais de 20 anos, mais ou menos entre 1995 e 2000, só era possível comprar itens pessoais, para casa e para se alimentar de forma presencial. Uma realidade completamente diferente do que vemos hoje com lojas virtuais, aplicativos e vendas através das redes sociais.

Em pouco mais de 20 anos, com a popularização da internet e os avanços tecnológicos, a forma como a nossa sociedade consome e compra itens mudou completamente. Essa possibilidade de consumo através do meio digital foi fundamental durante o isolamento social causado pela pandemia da COVID19.

O setor de comércio eletrônico cresceu 75% em 2020 se comparado com o ano anterior, segundo pesquisa da Mastercard.

A liberação do uso da internet para fins comerciais aconteceu em 1995 no Brasil, após liberação do Ministério Público, e as lojas online pioneiras no país foram: Magazine Luiza, Ponto Frio, Livraria Cultura, Booknet e PDA Delivery (Pão de Açúcar).

Educação

Outro comportamento cultural bastante influenciado nas últimas décadas pelo avanço tecnológico foi a forma como nossa sociedade lida com a educação. Os cursos EAD não são tão novos quanto se pensa, mas a forma como são feitos mudaram muito.

O primeiro registro de ensino EAD no Brasil em 1904, foi um curso de datilografia através de cartas oferecido pelo Jornal do Brasil. Posteriormente, em 1920 as rádios também começaram a disseminar conhecimento. Até que, entre os anos de 1960 e 1970, foi estabelecido no Código Brasileiro de Telecomunicações que os canais privados de televisão também deveriam ter parte de sua programação com programas de cunho educacional.

Daí em diante, chegamos à nova era de ensino à distância através da internet e da possibilidade de realizar cursos online, quebrando por completo as quatro paredes da sala de aula. A educação online também ganhou força durante a crise sanitária causada pela COVID-19 e hoje é comum vermos cursos híbridos, ou seja, semi-presenciais.

Comunicação e interação social

A popularização da internet se iniciou no início da década de 1990 e, desde então, a forma como interagimos e nos comunicamos mudou drasticamente. De encontros presenciais para lives, de cartas para mensagens instantâneas, de chamadas de áudio para vídeochamadas.

Obviamente, nenhuma tecnologia vai substituir atividades e interações presenciais, que inclusive são necessárias para o desenvolvimento humano. Como sempre falamos por aqui, precisamos sempre equilibrar nossas atividades conectadas e desconectadas.

Hoje o conhecimento pode estar nas palmas das mãos, para quem tem acesso a um celular com internet. Podemos entrar em contato com múltiplas culturas, de diversas sociedades do planeta Terra.

São muitas as formas de comunicar e interagir através das inovações tecnológicas, rompendo barreiras e mudando nossa cultura de diferentes formas, inclusive a língua, cuja escrita é adaptada nas trocas de mensagens instantâneas.

Como a Inteligência Digital afeta a relação entre cultura e tecnologia

Bom, agora que já falamos um pouco sobre quatro comportamentos da cultura que foram modificados por influência das tecnologias, podemos perguntar: tem alguma dessas mudanças que você não gosta? Ou tem alguma mudança necessária, mas que você tem dificuldade de se adaptar?

Essas respostas só são possíveis quando você está consciente desses comportamentos e entende seus efeitos, podendo tirar melhor proveito de tudo isso através de um uso saudável, balanceado e cívico das inovações tecnológicas. Desenvolver essas habilidades é importante não só para entender a relação entre cultura e tecnologia, mas para desenvolver o pensamento analítico e crítico em todas as áreas que atuam com os meios digitais.

Todas essas capacidades fazem parte dos padrões globais de Inteligência Digital disseminados pelo DQ Institute, movimento internacional que propaga a alfabetização digital e dita quais são as habilidades necessárias. A codeBuddy foi a primeira e única escola de programação do Brasil a ter a chancela de inteligência digital do DQ Institute. Proporcione esse ensino para as crianças, agende uma aula experimental gratuita conosco e descubra os benefícios que a programação pode proporcionar na vida delas!

Banner aula gratuita de programação na codeBuddy

Compartilhe esse texto

< Blog >

Outros artigos

3 brinquedos DIY recicláveis para fazer com o que você tem em casa

10 brinquedos do Walt Disney World para jovens e crianças ultra digitais

3 séries do Disney Plus para crianças e jovens que amam tecnologia

5 jogos da Disney para crianças e jovens protagonistas