Institucional

Ensino personalizado: como ministramos até 6 aulas diferentes ao mesmo tempo

Cadastre-se

E receba conteúdos exclusivos!


Será que existe um ensino capaz de atender igualmente às expectativas de todos os alunos e alunas em uma sala de aula? Esse ideal está mais próximo do que nunca, com o avanço crescente do ensino personalizado.

Uma questão importante do universo educacional é buscar formas de adequar o ensino às velocidades e capacidades individuais dos pupilos. Afinal, algumas crianças aprendem matemática com uma facilidade incrível, enquanto outras se dão melhor com disciplinas humanas ou biológicas

E está tudo certo! Cada pessoa é única e consegue avançar melhor em seu próprio universo de interesses.

A ideia de que todo mundo deve aprender da mesma forma está ultrapassada e em seu lugar vemos crescer a tendência do ensino personalizado, que está tomando forma com uma ajudinha dos avanços tecnológicos que marcam o nosso tempo.

Aqui na codeBuddy, utilizamos o ensino personalizado como uma das bases de nossa metodologia e podemos dizer, os resultados são incríveis!

Quer entender um pouco mais sobre como funcionam essas novas formas de ensinar e aprender? Acompanhe abaixo.

  • Save

A autonomia do aluno em relação ao aprendizado

O ensino personalizado está intimamente conectado à ideia de autonomia do aluno. Em nosso sistema, é ele quem é responsável por seus avanços e pela forma que aplica o conteúdo aprendido.

A imagem que temos do ensino tradicional é pautada na ideia de um(a) professor(a) que ministra a aula explicando o conteúdo e transmitindo a informação para a sala de aula. Ele é o centro das atenções enquanto uma fonte de conhecimento.

No entanto, essa estratégia apresenta alguns problemas. Um exemplo é como a quantidade de alunos em uma sala de aula ou a competição com fatores externos como celulares ou conversas, podem se tornar um obstáculo para que o aprendizado aconteça da maneira esperada.

Essa é uma das questões que podem ser solucionadas no sistema de ensino personalizado.

A ideia é inverter essa equação. No ensino personalizado, o educador deve cuidar para que o aluno sinta-se engajado e queira procurar o conhecimento por conta própria, utilizando as ferramentas de seu próprio mundo. A sua evolução não dependerá do nível de outros alunos ou do padrão da classe, mas das necessidades de seus projetos pessoais, da aplicação dos conhecimentos em sua vida cotidiana.

Nesse sentido, os Instrutores da codeBuddy, ao invés de ministrarem uma aula padronizada, são encarados como mentores, facilitadores ou verdadeiros designers do aprendizado em sala de aula. Os alunos podem avançar em seu próprio ritmo, acessando os conteúdos que fazem sentido para os obstáculos e aprendendo a “pensar fora da caixa” ao invés de se enquadrarem em uma.

O tempo de nossas aulas permite uma flexibilidade generosa com cada caso. No período de uma aula, um aluno pode avançar quatro fases (cada fase é equivalente a uma aula), outro pode avançar uma. Está tudo bem! Pois o que importa é a absorção do conteúdo que cada criança faz. Assim, a sensação de “ficar para trás” não ocorre, pois apesar de trabalharmos como a linguagem dos games, não existe uma competição para ver quem aprende mais rápido.

Certo, tudo isso é muito bonito na teoria, mas como será que funciona na prática? É isso que vamos abordar um pouco a seguir.

  • Save

O ensino híbrido e o papel da tecnologia no ensino personalizado

Criar uma forma de educar personalizada e voltada às necessidades de cada um sempre foi um sonho do mundo da pedagogia. Autores renomados como o educador brasileiro Paulo Freire e o psicólogo russo Vygotsky falaram, cada um a seu modo, da necessidade de que as crianças pudessem aprender trazendo os conteúdos para as suas vidas, aplicando-as no cotidiano.

Essa é a melhor forma de aprender. É muito mais fácil evoluir em qualquer tema quando ele se conecta com nossos interesses.

Ainda assim, o ensino personalizado parecia um sonho, já que as salas de aula no Brasil, por exemplo, normalmente são formadas por entre 20 a 35 alunos. Ainda que o(a) professor entenda e conheça as necessidades de cada aluno(a), dar atenção individual, ministrar aulas e ainda cuidar da disciplina de tantas crianças é uma tarefa praticamente impossível.

No entanto, o crescimento da tecnologia tem mudado esse cenário drasticamente.

O chamado ensino híbrido trata justamente de uma mistura de diferentes técnicas e abordagens que ajudam o(a) educador(a) a ter mais tempo e espaço para se dedicar às necessidades de cada um.

Na codeBuddy, trabalhamos como uma espécie de plataforma de educação a distância, com aulas e exercícios feitos no mundo virtual. Porém, essa plataforma é usada de maneira presencial, com um instrutor em sala de aula, o que caracteriza nossa visão específica de ensino híbrido.

A tecnologia e o ensino a distância aparecem para ajudar nas atividades dentro da sala de aula e vice-versa!

Uma das formas em que o ensino híbrido pode acontecer é no uso de robustas plataformas educacionais que podem automatizar parte do ensino e abrir caminhos para que o(a) aluno(a) possa criar um engajamento direto com os conteúdos aprendidos.

Nas aulas da codeBuddy, os alunos devem criar um login em nossa plataforma educacional, a Game Buddy, desenhada especialmente para oferecer aprendizado de maneira lúdica e divertida. O(a) aluno(a) encontrará aulas, jogos e criará um(a) personagem que será seu avatar nessa jornada.

Todo o processo utiliza a gamificação como ferramenta de aprendizado. Ou seja, por meio de prêmios e incentivos, nossos(as) alunos(as) podem criar um engajamento especial com o ensino. Os módulos do curso foram transformados em mapas visuais de uma jornada, as aulas são fases e completá-las ajuda a subir de nível e ganhar novos ítens.

Além disso, o(a) instrutor(a) também está no jogo! Ele(a) é o(a) mentor! Nunca foi tão fácil garantir uma postura de respeito e colaboração com os(as) alunos(as).

Aqui no blog nós sempre abordamos como a tecnologia pode auxiliar a educação. Sabemos que o mundo dos jogos é muito presente na vida de crianças e adolescentes e nessa plataforma procuramos trazer a educação para esse contexto, fazendo-a tornar-se parte do cotidiano real de crianças e adolescentes que crescem na era da informação.

  • Save

Agora que você está por dentro de alguns dos métodos que utilizamos para ensinar tecnologia na codeBuddy, ficou mais fácil entender como conseguimos dar 6 aulas diferentes ao mesmo tempo.

Antes de mais nada, isso pode acontecer porque limitamos o número de 6 alunos(as) para cada instrutor(a) em nossas aulas. Essa questão numérica já ajuda muito na hora do(a) instrutor(a) distribuir a atenção e entender quais são as necessidades e qualidades específicas de cada um(a).

Além disso, como os(as) alunos(as) são incentivados(as) a serem autônomos(as) em suas jornadas, o(a) instrutor pode circular na classe, enquanto aulas e desafios acontecem na plataforma tecnológica. 
Quer conhecer na prática os efeitos da educação personalizada? Agende uma aula experimental grátis e conheça o universo codeBuddy!