Blog

Ser mãe no século XXI

Cadastre-se

E receba conteúdos exclusivos!

Ser mãe no século XXI

É desafiador, incrível, maravilhoso, exaustivo e profundamente instigante. Certamente, todas essas palavras podem ser usadas para definir a experiência de ser mãe. E nisso, estamos de acordo com a opinião de milhares de mulheres do mundo todo. Sim, a experiência da maternidade pode ser um divisor de águas na vida de uma mulher.

Mas no séc. XXI, isso não significa necessariamente que agora ela será definida totalmente e exclusivamente como uma mãe.

Na verdade, podemos dizer que uma das maiores diferenças que o séc. XXI proporcionou, nesse quesito, foi a possibilidade das mulheres se libertarem de esteriótipos que faziam com que fossem vistas como pessoas que apenas tinham que cuidar da casa e dos filhos, enquanto os maridos trabalhavam.

O mundo tecnológico está vendo uma ascendência cada vez mais ampla das mulheres no mercado de trabalho. São executivas, empresárias, funcionárias, trabalhadoras de todos os tipos, que muitas vezes são também mães e que ainda fazem serviços domésticos. Mas como é possível viver tantas experiências simultaneamente? Como as mães do séc. XXI conseguem equilibrar todas as áreas de suas vidas?

Ser mãe no século XXI

Ser mulher full-time

Não somente pela tradição, mas as próprias mães encontram desafios muito particulares na tarefa de cuidarem simultaneamente dos filhos e da vida profissional. De certo, é garantido o direito até 120 dias de licença maternidade (podendo ser expandido até 180 dias). Mas muitas vezes não se trata apenas do tempo de cuidado dos primeiros meses, mas justamente de uma mudança de foco na vida que dificulta que as mulheres retornem para suas carreiras.

Isso não significa que as mulheres do séc. XXI deixem de trabalhar para ficarem em casa cuidando dos filhos. Dados do IBGE indicaram em 2008 que 43,1% das mulheres em idade ativa estavam em ocupações, um índice que superou o crescimento masculino. Ou seja, ser mãe e ter uma carreira implica em ter força, dedicação e empenho para enfrentar os desafios dessa dupla jornada.

As mães de hoje contam com redes de apoio e creches que auxiliam nesse processo de adaptação e algumas empresas que atuam no Brasil respeitam esse processo e criam programas de auxilio para as mães, como auxílio-creche e espaços dentro das empresas para que as crianças fiquem próximas, e até mesmo auxilio psicológico para lideram com o estresse dessa “vida dupla”.

Ser mãe no século XXI

Tecnologia e maternidade

Enquanto algumas coisas sempre continuarão iguais – como, por exemplo, a tendência para cuidar, proteger e amar seus filhos – outras podem ser conciliadas e resolvidas pelos novos tempos. A tecnologia é, muitas vezes, vista com maus olhos quando o assunto é família e interação entre as pessoas. Isso se reflete especialmente em cuidados que os pais devem ter com os filhos na hora de regular, educar ou ampliar a presença da tecnologia na vida dos(as) pequenos(as).

No entanto, a tecnologia de um mundo a cada dia mais conectado pode auxiliar e muito a vida das mães do séc. XXI, tanto no quesito de integração e comunicação quanto na criação de uma proximidade maior com as crianças. Separamos abaixo alguns tópicos com maneiras pelas quais a tecnologia tem ajudado mulheres do mundo todo a avançar juntas em direção a um mundo mais igualitário e inclusivo.

Grupos de whatsapp

Muita gente tem preconceito com grupos de whatsapp, especialmente de mães preocupadas. No entanto, eles são um lugar seguro para troca de informação e no qual redes de ajuda podem ser criadas organicamente. Grupos de mães da escola, mães do bairro, mães no geral, podem usar a tecnologia para aproximar suas questões, dúvidas e frustrações. A internet é, antes de mais nada, uma forma de comunicação e existem inúmeros grupos que demonstram o poder dessa tecnologia na hora de unir as mulheres.

Informação na internet

Existe muito preconceito a respeito da ideia de buscar por doenças e sintomas na internet. No entanto, não somente de paranoia é formado o oceano de informação digital. Um dos maiores problemas que abatem as mães do séc. XXI é  ansiedade causada por duplas jornadas e a sensação de apoio criada por inúmeros materiais online pode ser de grande auxílio. As mães podem encontrar informações em blogs, fóruns e comunidades feitas por pessoas que sofrem de problemas parecidos e compartilham suas história.

● Atendimento e apoio – Segundo pesquisa recente, 85% das mulheres relatam estarem mais felizes e realizadas com o acesso a internet pelo smartphone. Hoje em dia, mães conversam com obstetras e pedriatras sem precisar saírem de casa, conseguindo atendimento personalizado e interatividade. Além da comodidade, esse tipo de eficácia ajuda muito na hora de otimizar o tempo com a jornada de trabalho.

APPs

Hoje em dia existe app para quase tudo no mundo. No quesito maternidade existem centenas de opções para mulheres, como o Baby Center, que ajuda mulheres a compreender os ciclos da gestação. Além do famoso Flo, um formidável app que auxilia no acompanhamento dos ciclos menstruais.

Trabalho remoto

Uma das grandes mudanças que acontece todos os dias na era da informação é a transferêcia para um modelo de trabalho cada vez mais remoto. Para as mulheres que buscam conciliar a vida da maternidade com a vida profissional, essa opção pode ser uma grande chance.

Mesmo que o trabalho não seja feito 100% remotamente, uma empresária, por exemplo, pode trabalhar parte de sua carga horária em home-office, cultivando mais tempo com a família. Essas são apenas algumas das tendências mais aparentes da relação entre tecnologia e maternidade.

Aqui na codeBuddy gostamos muito de focar no papel que a tecnologia pode ter, tanto na educação quanto na integração da vida familiar.

O contexto de diferentes gerações que encontram a tecnologia pode ser um grande passo para que os pais aprendam junto com os filhos a enfrentar os desafios dessa nova era.

Além disso, é importante lembrar que precisamos de mais mulheres na tecnologia! As soluções das quais falamos anteriormente – como apps revolucionários que ajudam mulheres a regular ciclos menstruais e compreenderem melhor a maternidade – só podem continuar crescendo com a presença de mulheres (mães e filhas) no universo tecnológico, programando, inovando, idealizando novas soluções.

E você? Como encara a tarefa de ser mãe no séc. XXI? Você se identifica com os desafios e situações que indicamos nesse artigo? Comente!


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dois × cinco =